O gerenciamento de marca ou branding é um dos processos mais importantes para uma empresa. Principalmente, por ser um passo fundamental para o posicionamento sólido da organização no seu nicho de atuação e para a criação de uma percepção positiva para com seu público. Com a chegada dos meios de comunicação digitais, as formas de gerenciar uma marca sofreram grandes transformações e o branding ganhou novos graus de complexidade e possibilidades, surgindo assim, o e-branding.

Muitos especialistas concordam que este processo no ambiente digital tem regras e objetivos completamente diferentes de sua contraparte off-line. O que fez com que o e-branding se tornasse uma escolha lógica para definir o gerenciamento de marcas nos meios digitais.

Dada a importância desta revolução na construção da marca, confira a seguir mais informações sobre o e-branding e a sua importância para o mercado.

Muito mais que estratégias de marketing digital

Formado de várias estratégias e passos, o branding visa, por meio de ações conscientes da gestão empresarial, agregar valor para uma marca e firmar as propostas e valores de uma empresa. Assim, os consumidores passam então a enxergar os serviços e produtos de uma maneira mais confiante e otimista.

Embora o marketing digital esteja intimamente relacionado aos processos, pois visam criar interesse e engajamento de um público sobre certo produto ou serviço nos meios online, as plataformas digitais oferecem muito mais possibilidades para uma empresa do que o mero relacionamento comercial de uma organização com seus consumidores.

Por isso, o e-branding deve ser considerado como todo o conjunto de processos e ações que uma empresa tem em seus canais de comunicação digitais. Alinhando as suas missões internas, seus valores subjetivos, sua cultura organizacional, a personalidade de seus funcionários e de seu público.

Desta maneira, o gerenciamento de marcas online pode ser encarado como uma via de mão dupla na qual a empresa se torna uma entidade em par de igualdade com seus consumidores. Ou seja, tem papel fundamental em construir ou desconstruir o valor e impacto desta marca para com o grande público.

O comportamento dos consumidores digitais e a novo formato de branding

Diferentemente do público dos meios off-line, o consumidor digital é um usuário com muito mais influência e impacto sobre o percurso de uma empresa. Ele tem a oportunidade de dialogar, opinar e expressar contentamento (ou a falta dele) com uma organização empresarial de uma maneira muito mais aberta e pública do que é possível nos modelos tradicionais.

Por exemplo, uma empresa que possui uma página no Facebook e tenha muitos seguidores pode, em algum momento, divulgar algum conteúdo que vai contra a linha de postagens anteriores ou a personalidade de seu público, confundindo ou até mesmo irritando seus consumidores.

Este processo pode iniciar um descontentamento em cascata por parte de seus usuários mais fiéis, causando uma modificação negativa exponencial da percepção da empresa naquele ambiente virtual. Por isso, é importante ressaltar que o e-branding deve ser realizado de maneira muito mais cuidadosa e estratégica do que o gerenciamento de marca nas dinâmicas off-line.

Nas plataformas digitais, a marca é um patrimônio que precisa de constante manutenção e atualização, tentando sempre refletir as ideias, valores e cultura de uma empresa, juntamente às características de seus consumidores. Em outras palavras, uma marca se torna um organismo vivo que depende inteiramente do julgamento e expressividade de seus usuários, necessitando de atenção e estratégias conscientes o tempo inteiro.

Isso explica porque, neste cenário atual, o e-branding bem-feito tem a possibilidade de elevar o status de uma empresa, que é percebido por seus seguidores como um símbolo de confiança, personalidade e proficiência. No entanto, as organizações que não enxergam a importância deste processo podem sofrer com uma completa indiferença de seu público ou até mesmo franca desconfiança e negação.

 

Manual-seo

 

O que deve ser feito para ter um e-branding eficiente

Levando em conta tudo o que já falamos, você já deve ter percebido a este ponto a importância de um e-branding bem planejado e realizado. Ou talvez você já soubesse disso, mas ainda não está certo de como levar estas ideias para a realidade de sua empresa. Por isso, vamos ressaltar algumas coisas com as quais você deve ficar atento para começar a mudar a percepção de sua marca nos ambientes digitais. Vamos lá:

Missão, visão e valores da marca

A sua marca é um símbolo dos valores, missões e propostas de sua empresa. Por isso, o branding começa quando você pensa quais são os objetivos e atributos subjetivos de sua organização e qual é de fato o posicionamento dela no seu segmento.

Estes fatores modularão e influenciarão a forma como você se coloca no mercado e como sua empresa se posiciona perante seus concorrentes e, principalmente, como ela dialoga com seu público. Desta forma, aproveite as possibilidades que as ferramentas digitais te oferecem para sua empresa passar estas mensagens de maneira clara.

Papel do consumidor

O consumidor tem um poder enorme sobre as possibilidades e perspectivas de sua empresa. Muito mais que um mero usuário de seus produtos e serviços, seu público tem nos meios digitais a capacidade de amplificar a percepção do seu negócio.

Por isso, conheça bem as características únicas de sua audiência e tente entender o porquê dela estar interessada no que você tem a oferecer. Lembre-se de que os seus consumidores têm igual importância e que quando eles estão felizes e atentos à sua empresa, eles têm a capacidade de atrair novos clientes para você de maneira muito mais efetiva do que qualquer estratégia de marketing.

Presença digital

Tenha uma presença digital constante e estratégica. O usuário de blogs e redes sociais precisa de diálogo frequente ou se esquecerão rapidamente de que sua empresa existe. Por isso, tente sempre trazer novos conteúdos e posições nas plataformas em que seu negócio atua, mantendo sempre aberta a ponte de comunicação para com seu público, pois dali virão feedbacks valiosos para você.

Controle constante

Como o e-branding necessita de constante avaliação, análise e atualizações, você precisará de ferramentas que lhe ofereçam métricas e mensurações precisas sobre o impacto de suas mídias e campanhas online. Com isso, sua empresa será capaz de reagir rapidamente a situações inesperadas e você sempre terá informações em primeira mão da percepção social de sua marca no ambiente virtual.

E aí, pronto para iniciar suas estratégias de e-branding e modificar as perspectivas de sua empresa? Conte-nos sobre sua experiência! Aproveite também para seguir Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn para ficar por dentro de mais conteúdo legal como este!

 

Manual-seo