Todo lojista está constantemente em busca de novas alternativas para gerenciar sua loja da melhor forma possível, seja ela física ou virtual. Além de administrar bem seu negócio, o empresário procura sempre outras maneiras de aumentar sua receita. Vender em um marketplace tem sido uma alternativa interessante para aqueles que desejam ampliar sua clientela e, consequentemente, o faturamento.

Quando as primeiras vendas por meio do marketplace acontecem, sempre surge a dúvida: por que não vender em outros marketplaces? Mais chances de vendas, maior visibilidade e lucro: as vantagens de vender em um marketplace são inúmeras.

Entretanto, o que muitas pessoas não sabem é o grau de dificuldade encontrado ao gerenciar, além de sua própria loja, as vendas em diferentes marketplaces. Como vender em múltiplos canais e garantir a mesma excelência? Como não cometer erros e atrasos ao gerenciar mais de uma plataforma de venda? Muitas dúvidas surgem quando decidimos vender neste tipo de modalidade virtual.

Se você se identificou com essa situação ou pensa em vender neste canal, continue a leitura deste post. Preparamos dicas incríveis para melhorar os processos internos e toda a operação da sua loja virtual também nos marketplaces. Confira!

Afinal, como gerenciar uma loja em diferentes marketplaces?

Sem dúvida, vender em vários marketplaces é uma ótima oportunidade de potencializar as vendas. Porém, o gerenciamento de toda a operação não é, nem de longe, fácil. O recebimento dos pedidos, a gestão do estoque e a emissão de notas fiscais são apenas algumas atividades a serem desempenhadas neste tipo de modelo de negócio.

Para te ajudar a gerenciar uma loja virtual em diferentes marketplaces, preparamos 5 dicas. Confira a seguir.

1. Controle as informações em tempo real

Uma das grandes dificuldades encontradas por lojistas virtuais que vendem em mais de um marketplace é o fato de ter que entrar em várias plataformas de gestão. Para conseguir análises distintas, eles precisam acessar diferentes plataformas e isso dificulta e atrasa o gerenciamento.

O ideal seria reunir todas essas informações em um único painel ou dashboard. Desta forma você concentra todos os dados em um só local, facilitando a gestão. Isso permitirá que você faça avaliações com maior precisão. Além disso, você consegue montar estratégias e tomar decisões com mais rapidez.

 

seo_google_336x280

 

2. Não venda sem ter um estoque de produtos

Todos sabemos que não é recomendável vender sem ter o estoque dos produtos. Afinal, você pode prejudicar sua imagem perante o cliente, que receberá o produto em atraso. Se você tem apenas uma loja virtual, isso é mais fácil de controlar. Entretanto, quando falamos de vendas em vários marketplaces, esse controle na logística pode ser um pouco mais complexo.

Nesta modalidade, você coleta os dados do ERP de forma manual e insere no marketplace. Mas como administrar isso com agilidade se as atualizações são feitas manualmente? Para gerenciar uma loja da melhor forma, o ideal seria otimizar o comportamento do seu estoque.

Isso será possível se você utilizar algumas regras definidas, impedindo a venda de produtos que não estão disponíveis no seu estoque. Os integradores de marketplace, por exemplo, permitem que você utilize um estoque único. Além disso, possibilitam que você crie travas de segurança que dificultam os possíveis erros em relação a vendas indevidas.

3. Utilize um sistema de gerenciamento de dados

Gerenciar uma loja em diferentes marketplaces exige muita dedicação. Cadastrar preços, subir imagens e configurar todas as informações nas diferentes plataformas é uma das partes mais complexas da gestão.

Alguns dados de produtos podem se perder durante ou processo, por isso é recomendado utilizar um sistema para gerenciamento de dados. Os integradores de marketplace também oferecem esta funcionalidade e são uma ótima opção para otimizar o processo de cadastro de produtos.

4. Use um software para emissão de nota fiscal

Quando o volume das vendas é baixo, gerar as notas fiscais manualmente ainda é possível. Entretanto, quando as vendas aumentam, fica inviável fazer este tipo de operação de forma manual. 

Emitir as notas manualmente pode tomar muito tempo do operador, além de facilitar erros humanos. Estes erros podem ocasionar atrasos nas entregas e, com isso, gerar avaliações negativas por parte do consumidor. Estas avaliações, consequentemente, vão influenciar a decisão de compra de outros clientes.

Para evitar este efeito dominó negativo, utilize um software de integração para subir as notas fiscais emitidas e garanta que seus clientes a recebam em dia. É importante ressaltar que os marketplaces só pagam o lojista mediante apresentação da nota fiscal atualizada. Já pensou deixar de receber uma venda por um erro na nota fiscal?

5. Utilize um sistema de código de rastreio

Todo consumidor gosta de saber onde está seu produto, acompanhando desde o despacho até a entrega final. Você pode fornecer esta informação para seus clientes por meio do código de rastreio. Além de ser uma boa prática em qualquer e-commerce, em alguns marketplaces essas informações são obrigatórias. Entretanto, nem todos trabalham com a mesma plataforma de frete e isso pode ser um pouco complicado. 

Cada plataforma tem suas particularidades e exigências. Algumas têm exclusividade com a plataforma X, enquanto outras trabalham apenas com a plataforma Y. Gerenciar tudo isso em vários marketplaces e de forma manual pode ser bem desgastante.

Por isso, é recomendável utilizar um sistema de integração para incorporar o código de rastreio. Desta forma, você consegue uma universalização entre as plataformas de frete e pode administrar diferentes tabelas em uma única ferramenta.

Cada marketplace também tem seu público-alvo específico e suas particularidades predefinidas. Se você tiver que avaliar essas informações manualmente, pode errar um diagnóstico e tomar decisões equivocadas. Pequenas mudanças, como a contratação de um integrador, podem mudar exponencialmente a forma como você gerencia seu e-commerce nos marketplaces.

É fato: quanto mais automatizado for o processo, mais fácil será gerenciar uma loja virtual em diferentes marketplaces. Ter um sistema para centralizar as informações e dados (cadastro, fotos, preços entre outros), é imprescindível para o sucesso do seu negócio. Utilize a tecnologia a seu favor na hora de administrar seu e-commerce e perceba um aumento considerável em seu faturamento.

Veja também algumas maneiras de melhorar a performance da sua loja virtual e lucre muito mais!