A mídia programática é uma dessas inovações que você integra a sua vida mesmo sem saber que está utilizando. Você, inclusive, já fez uso dela ao realizar uma compra online, por exemplo. Tudo isso, porque o mundo da compra e venda está mudando.

Hoje em dia, já não temos mais a necessidade de realizar longas reuniões, negociar à exaustão ou buscar por inúmeros fornecedores até encontrar o que estamos procurando. A internet é o princípio, o meio e o fim desses processos e está sempre aqui, ao alcance das mãos. 

Para utilizar essas mudanças e evoluir no mercado, é imprescindível que você acompanhe as novidades e as integre, o quanto antes, em seus negócios. É importante lembrar que as novidades surgem todos os dias e que sua capacidade de assimilar, aprender e aplicar é o que te diferenciará de seus concorrentes. Então, esteja sempre atualizado. 

Para compreender mais sobre o negócio e inseri-lo em seu cotidiano, veremos a sua definição e algumas outras informações importantes para saber sobre a sua aplicação. 

 

7-mitos-sobre-anuncios-online-que-voce-precisa-esquecer

 

Mas, afinal, o que é mídia programática? 

Assumindo um ponto de vista mercadológico e frio, nosso objetivo é sempre reduzir os custos e aumentar o lucro. Por isso, o progresso continua a acontecer e as máquinas ganham mais espaço em nosso cotidiano.

Seguindo essa linha de raciocínio, houve uma transformação na forma com que compramos espaço na mídia. Com o processo intermediado por nós, seres humanos, era feita uma grande pesquisa, setorização e investimento para chegar a um número inferior à metade do que tínhamos em vista.

Isso porque, apesar de analisar e estudar, não é possível prever tudo. Mas, atualmente, com a inserção da mídia programática, o computador — para tornar mais fácil seu entendimento — lê dados e capta informações que estão além do nosso alcance. Por isso, buscar e comprar espaço passa a ser uma estratégica mais acertada e barata. 

Pense só: antes, investindo R$ 1.000,00 você comprava x impressões, que alcançariam um terço ou metade do público almejado. Agora, você compra as necessárias, aquelas que realmente serão utilizadas pelo seu negócio. 

Quais são os termos básicos utilizados?

Siglas estão sempre presentes nas grandes novidades do marketing digital. E, acredite, compreender as principais delas é muito importante para quem tem um negócio e pretende desenvolvê-lo com o auxílio da área. Por isso, aqui vão alguns dos termos que você encontrará ao investir em mídia programática!

  • Ad Exchange: é uma plataforma de tecnologia que ajuda no momento da compra e venda de inventário de publicidade da mídia online. Ele utiliza o Ad Networks e permite que os anunciantes escolham seu público-alvo e o valor de cada impressão. 
  • Ad Network: é a ponte entre os sites e anunciantes. Ela oferece compras por pacotes e gerais.
  • Tranding desks: são agências que operam as plataformas inseridas nos leilões, responsáveis por comprar e revender mídias em tempo real. 
  • DPM: é a plataforma de gerenciamento de dados. De forma simples, essa é a responsável por coletar todas as informações de sua audiência e “organizá-la”. 
  • RTB: o RTB é a abreviação de Real Time Bidding e é uma tecnologia que permite que você compre anúncios em milhares de sites em tempo real. 
  • DSP: Demand-Side Platforms são sistemas que permitem a compra de mídia digital e são operados por Trading Desks (já falamos dele bem ali).
  • SSP: Supply-Side Platform é uma plataforma que dá escopo para a venda de inventários de publicidade. Ele é ligado ao RTB.

Esses termos são relacionados a mídia programática. No caminho, você encontrará vários outros. Por isso, é importante ficar ligado e buscar sempre as novas siglas e suas definições.

Quais benefícios ela traz para o meu negócio?

Com ela, você alcança os clientes certos. Você pode segmentá-los por idade, gênero, interesses, perfil de navegação… São várias as categorias em que você pode inseri-los. A vantagem disso é que conhecendo o seu público-alvo, você apresentará a ele algo que realmente gere seu interesse e, consequentemente, aumentará seus resultados. 

Agora, você tem a possibilidade de decidir o valor que deseja pagar por impressões. Isso dá maior autonomia ao comprador. O conteúdo será reproduzido em sites que realmente vão gerar resultado para o seu negócio. Você poderá esquecer o tempo em que via seus anúncios sendo distribuídos por endereços desconexos com seu produto. 

Além do direcionamento, você pode agora acompanhar os resultados do que está sendo veiculado, o que é essencial para saber o que está e o que não está dando certo para o seu negócio. 

 

seo_google_970x250

 

Como aplicá-la? 

Aqui vão as duas principais formas de aplicação da mídia em negócios: 

Leilão Aberto

Feito por meio do RTB — Real Time Bidding —, nesse modelo os compradores definirão sua campanha e, a partir daí, disputarão os usuários por meio de lances. Esse leilão é feito em tempo real e é tudo muito rápido. Nele, claro, o maior lance sairá vencedor. 

Inventário Reservado 

Nesse caso, tudo é bem parecido com as compras feitas de forma antiga. Você fala diretamente com o negociante, que já tem seus valores definidos e paga tal quantia por um número de impressões.

Por onde começar? 

Antes de qualquer coisa, é importante pesquisar tudo sobre o tema, para então dar início ao planejamento estratégico. Vale a pena consultar sua agência de marketing, que poderá auxiliar na implementação da mídia programática e nos procedimentos necessários.

É importante também ter em mente o custo. Apesar de mais barata, a mídia programática precisa ser aplicada de forma correta. Então, entenda onde ela será relevante para o seu negócio antes de aplicá-la.

A mídia programática é o futuro da compra de espaço em ambiente digital sem a intermediação humana. Por isso, o quanto antes incorporá-la em seus negócios, melhor. Vale a pena pesquisar mais para dominar essa área e dar um gás ao seu negócio

Agora que já conhece mais sobre a mídia programática e a maneira de inseri-la ao seu negócio, comece a utilizá-la como uma estratégia. Para conhecer mais sobre o assunto, assine a nossa newsletter.

Você receberá mais conteúdos como esse e entenderá, cada vez mais, como aumentar seus resultados!