Parece que foi ontem que as pessoas começaram a fazer suas compras pela internet. Naquele início, havia muito medo por parte dos usuários de serem vítimas de golpes.

Notícias e boatos sobre o assunto se espalhavam a todo instante. Contudo, hoje o lojista consegue oferecer um meio de pagamento online seguro aos clientes, ampliando sua carteira cada vez mais.

A questão, entretanto, é escolher o melhor método. Com tantas opções disponíveis, é comum que os gerentes de e-commerce fiquem confusos.

Cada um tem uma resposta diferente quando é questionado, o que piora a situação. Portanto, é necessário analisar as características desses meios para saber qual se encaixa melhor às suas necessidades.

Continue lendo o artigo e conheça os principais meios de pagamento online, suas vantagens e desvantagens e o que deve ser levado em consideração na hora da escolha!

Quais são as principais soluções de pagamento online?

Mercado Pago

O Mercado Pago não é novidade para quem costuma fazer compras pelo Mercado Livre — principal classificado eletrônico no Brasil. Por se tratar de uma marca conhecida, muitos usuários se sentem seguros com esse meio de pagamento.

A tarifa para utilizar esse serviço é de 4,99% para cada pagamento aprovado. No caso das contas pessoais, não há cobranças para recebimentos de até R$ 1.900 no mês.

De acordo com a empresa, o prazo para receber o pagamento após a aprovação é de 14 dias.

Quanto às bandeiras, o Mercado Pago aceita 6 opções:

  • MasterCard;

  • Visa;

  • Hipercard;

  • American Express;

  • Diners Club;

  • Elo.

O cliente ainda tem o saldo pré-adicionado na conta do Mercado Pago e o boleto bancário como opções extras, caso não tenha um cartão de crédito.

Sua classificação no site Reclame Aqui está como “não recomendada”. De todos os que reclamaram, apenas 33,2 % voltariam a fazer negócio.

PagSeguro

O PagSeguro é outro meio de pagamento online bastante conhecido pelos brasileiros. A marca é administrada pela UOL, famosa por suas maquininhas.

A tarifa do PagSeguro é uma das mais baixas do mercado, somente 3,99%. Porém, é cobrado R$ 0,40 por transação completada.

É possível ainda oferecer parcelamento sem acréscimo. Para isso, você deve pagar 2,99% ao mês.

O tempo para receber o pagamento é elevado, de acordo com o site da empresa, demora 30 dias. Praticamente o dobro do Mercado Pago.

Um dos grandes diferenciais do PagSeguro é o total de bandeiras de cartão de crédito aceitas: 17. A empresa oferece também a opção de um cartão pré-pago para os consumidores, tornando o processo mais fácil.

Sua reputação no Reclame Aqui é considerada como boa. A empresa respondeu 99,6 % das reclamações e 67,2% dos clientes que fizeram a reclamação disseram que voltariam a fazer negócio.

Paypal

A Paypal é a operadora mais forte no mercado global, presente em mais de 202 países. Apesar de antiga, ela começou a funcionar no Brasil em 2010. Contudo, teve uma boa recepção em nosso território.

Sua tarifa é de 4,99% mais um acréscimo de R$ 0,60 por transação. No entanto, o vendedor recebe o pagamento em 24 horas. Ou seja, se você quer agilidade, essa é uma ótima opção.

Se preferir, você pode receber em 30 dias e pagar uma tarifa de 3,6% mais R$0,40 por transação.

No caso das vendas internacionais, será cobrado um valor de 7,4% mais tarifa fixa.

O consumidor ainda pode adquirir um cartão virtual pré-pago para as suas compras. A desvantagem é que a Paypal não trabalha com boleto bancário.

A quantidade de bandeiras aceitas não é muito grande, mas as principais estão lá:

  • MasterCard;

  • Visa;

  • American Express;

  • Elo;

  • Hipercard;

  • Hiper.

Sua reputação no Reclame Aqui é ótima. Nos últimos 12 meses, 100% das reclamações foram atendidas e 78,3% das pessoas voltariam a fazer negócio.

Moip

A Moip nasceu em 2008 como uma startup brasileira e rapidamente conquistou seu espaço. Em 2016, ela foi adquirida pela empresa alemã Wirecard que, com essa aquisição, passou a atender todos os continentes.

A tarifa cobrada pela Moip é a mais alta de todas: 5,49% mais R$ 0,69 por transação. Caso a compra seja efetuada por boleto ou débito online, a taxa cai para 2,49%.

O prazo de repasse é de 14 dias.

Os pagamentos podem ser feitos por boleto bancário, débito online, transferência entre bancos e cartão de crédito. As bandeiras aceitas são:

  • MasterCard;

  • Visa;

  • Hiper;

  • Elo;

  • Hipercard;

  • American Express.

Sua reputação no site Reclame Aqui é considerada ótima. No total, 100% das reclamações foram atendidas e 71% afirmaram que voltariam a fazer negócio.

PayU

A PayU, antiga Bcash, tem presença em 16 grandes países e faz parte do grupo Naspers. De acordo com a empresa, eles contam com mais de 160 mil comerciantes e 10 milhões de compradores.

As tarifas da PayU variam conforme o seu plano ou rendimento. Para quem está começando, a tarifa é de 3,49% mais R$ 0,40 por transação (sem proteção contra chargeback), ou então, 3,99% mais R$ 0,40 (com proteção contra chargeback).

Se você processa mais de R$100 mil por mês, tem tarifa preferencial de acordo com o volume de vendas.

O repasse é feito em 30 dias, mas você pode antecipar, pagando uma taxa de 1,99% ao mês.

Ao todo, a PayU aceita 6 bandeiras diferentes:

  • MasterCard;

  • Visa;

  • American Express;

  • Hipercard;

  • Diners Club;

  • Elo.

A reputação da empresa é considerada como boa pelo site Reclame Aqui. Eles atenderam 99,7% das reclamações e 59% disseram que voltariam a fazer negócio.

O que deve ser levado em consideração na hora de escolher?

Reputação

A internet nos oferece diversas ferramentas para pesquisarmos a reputação da empresa antes de considerar a compra. Essa pesquisa pode ser feita nas redes sociais, por meio dos comentários e avaliações na plataforma de vendas ou no site de reclamações.

Quem se saiu melhor nesse quesito foi a Paypal. Além de atender todas as reclamações, a empresa conseguiu resolver a grande maioria das reclamações.

Formas de pagamento

Quando você não diversifica as formas de pagamento, pode perder inúmeros clientes, pois nem todos utilizam o cartão de crédito ou tem a bandeira requisitada.

De todas as opções, a PagSeguro é a que mais oferece diversidade de métodos de pagamento. O consumidor pode escolher pagar pelo boleto, débito online, depósito em conta ou pelo cartão de crédito. O diferencial nesse caso, é que eles disponibilizam 17 alternativas de bandeiras.

Tarifas

As tarifas impactam diretamente no lucro obtido. Entretanto, mais do que olhar os números, você deve analisar o custo-benefício. Nem sempre o serviço que oferece a tarifa mais baixa será a escolha certa para o seu negócio.

A PayU tem uma tarifa atraente: 3,49%. Porém, sem proteção contra chargeback. O ideal então é escolher a outra opção em que a tarifa é de 3,99% com a proteção, pois você terá a garantia de recebimento em casos de fraudes ou não reconhecimento da compra por parte do consumidor.

Outra vantagem da PayU é a tarifa preferencial. Conforme a receita da empresa, o valor é reajustado em benefício do lojista.

Liberação do pagamento

Sabemos como é desapontador ter que esperar dias para receber os pagamentos. Na maioria dos casos listados aqui, a espera dura entre 14 e 30 dias após a aprovação. Nesse caso, o responsável pelo e-commerce precisa se programar para não ser pego de surpresa.

O único método de pagamento que disponibiliza o dinheiro em 24 horas é o Paypal. Se você escolher receber em 30 dias, a tarifa cai para 3,6%. Portanto, você terá que avaliar o que é mais importante: tarifa menor ou agilidade.

Não há como dizer qual meio de pagamento online você deve escolher. É preciso avaliar as suas necessidades e observar todos os prós e contras do serviço. Dessa forma, você evitará possíveis dores de cabeça após a contratação.

Você conhece mais algum meio de pagamento online? Conte para a gente nos comentários!